Capadócia

Capadócia quer dizer: “Terra dos belos cavalos”, e é uma região que já foi habitada há milhares de anos por várias civilizações, como os Hititas e outros povos originários da Europa e Ásia Menor.

As características mais distintas da região são as formações geológicas únicas, resultado de fenômenos vulcânicos e da erosão e o seu rico patrimônio histórico e cultural, nomeadamente cidades subterrâneas e inúmeras habitações e igrejas escavadas em rocha, muitas destas com admiráveis frescos.

Atrações da Capadócia

Passeio de Balão: As viagens de balão são um modo original e estimulante de conhecer a região. As viagens em geral duram cerca de 1h30. Assegure-se das condições de segurança e experiência dos pilotos e das operadoras dos passeios.

Museu a Céu Aberto de Goreme: Uma das principais atrações da região. O Göreme Open Air Museum (Museu a Céu Aberto), Patrimônio Mundial da UNESCO, próximo ao centro de Göreme, (1,5 Km) em uma colina, encontram-se dezenas de monastérios, capelas e igrejas do período Bizantino, a maioria do séc. X, XI e XII, cavadas nas rochas, com abóbodas, altares e colunas bem projetados, exemplos únicos da arquitetura lavrada na rocha e na técnica do afresco, com lindas ilustrações da vida de Cristo nos tetos e paredes. Grande parte dos afrescos encontra-se com os olhos das figuras raspados, devido ao período de Iconoclastas. Há 11 refeitórios, com mesas e bancos escavados nas rochas.

Azize Barbara Kilisesi: Situada atrás da igreja Elmali, (Apple Church), temos a igreja de Santa Bárbara, da segunda metade do séc. XI, com planta em formato de cruz, 2 colunas e abóbodas no teto, mostra pinturas geométricas, animais mitológicos e símbolos militares em tons vermelhos.

Elmali (Apple Church): Em um dos edifícios mais proeminentes com cores vivas, a Apple Church, deriva do pomar de maçãs, que havia na entrada principal. A igreja tem estrutura arredondada, formato de cruz, abóbodas, 4 colunas e uma abóboda central. Seus belos afrescos datam dos séc. XI e XII, e é possível ver pinturas em vermelho do período Iconoclasta. Os afrescos narram cenas da Bíblia e da vida de Cristo, a hospitalidade de Abraão e jovens hebreus.

Yilani (Snake Church): Esta igreja tem um plano linear composto por duas câmaras. Na parte frontal com abóboda e a na outra teto plano. Os ornamentos ocre-avermelhado imitam pedras, e seus afrescos datam do séc. XI , com imagens de Cristo com o Evangelho na mão e ao lado de uma grande cruz , estão o Imperador Constantino e Helena e na parede oposta São Jorge e São Teodoro lutando contra a serpente. Conta a lenda , que São Jorge viveu na Capadócia (cantado por Jorge Benjor, veja aqui o vídeo), razão de seu nome. Ao fundo vê-se também Santo Onofre e São Tomé.

Karanlik Kilise (Dark Church): A entrada para esta igreja é ao norte, e é preciso pagar uma taxa de admissão extra, de 8 TL que valem super a pena! Seu nome “Dark Church” é devido não haver nenhuma passagem de luz pela igreja, e no entanto, é a que se destaca. É a mais bonita, do séc. XII, com planta em formato de cruz, com muitos afrescos bem preservados, mostrando cenas da Anunciação do Anjo Gabriel à Nossa Senhora, Nascimento de Jesus, Batismo, Ressurreição de Lázaro, entrada em Jerusalém, a Última Ceia, traição de Judas e a crucificação de Jesus.

Carikli (Sandals Church): Esta igreja data do final do séc. XII e início do séc. XIII, com duas colunas em forma de pilares e formato de cruz nas abóbodas. A cúpula central mostra Cristo Pantocrator, com anjos, no centro Maria com o menino Jesus e ao fundo uma imagem de São Miguel. Os afrescos bem preservados mostram a vida de Jesus, a hospedagem de Abraão, santos e doadores da igreja. Embora se assemelhe à Dark Church, e à Apple Church, as cenas da Via Sacra é diferente das outras, com números grandes e as “pegada” dão o nome à igreja pelas marcas de sandália no percurso. (Cristo Pantocrator é a imagem de Cristo adulto, que normalmente aparece nos afrescos de igrejas e abóbodas).

Dervixes (show típico imperdível): Dervixes que rodopiam você já deve ter ouvido falar, são da ordem Mevlevi, onde o místico sufi Celaleddin Rumi, seu fundador, acreditava que a música e a dança levam à um estado de êxtase de amor universal. A cerimônia chamada “sema” é bem interessante, num templo lindo, com uma apresentação sobre a Turquia, muito bem ilustrada. A sema é dividida em orações, comprimentos, onde os dervixes (6 a 8 homens) rodopiam durante uns 40 minutos com túnicas brancas, chapéu de feltro, purificam suas almas com os braços esticados para que a energia divina entre para o corpo e saia para a terra. É um espetáculo sério; não se pode sequer fotografar em respeito à celebração, como um ritual diário de reza . Mas é vale a pena ir conhecer um autêntico, não para “turistas”, onde os dervixes se apresentam ao som de flautas, violões. É um espetáculo à noite não recomendado para crianças, que podem achar chato e atrapalhar.

Uçhisar: Habitações trogloditas de diversos povos ao longo da história, foram escavadas em rochas de origem vulcânica com formatos de cones e habitados até o século passado. O Castelo de Uçhisar é a mais alta formação rochosa da Capadócia e é um dos pontos turísticos mais visitados na região.

Vale Derbent:Estende-se entre os povoados de Avanos, Zelve e Ürgüp. É também chamado de vale Rosa por causa da cor rosada da sua rocha vulcânica. Neste vale não se encontram casas rupestres nem igrejas e o local mais visitado é uma formação rochosa que tem o formato de um camelo.

Gastronomia

A variedade de pratos, sequências e combinações da cozinha turca, tornam a sua descoberta extremamente envolvente. Os pratos principais da comida turca normalmente combinam as verduras com carnes e peixe. As verduras servem de acompanhamento às carnes de cordeiro, vaca e frango em guisados estupendos. Porém, também se pode comer a carne como kebab ou como recheada numa tortas feitas com pão de pita. O porco não se come na Turquia já que é proibido seu consumo para os muçulmanos.

Normalmente, o peixe é muito fresco, as espécies mais consumidas são salmonetes, imperador, rodovalho e robalo. As beringelas são muito apreciadas na culinária turca, pois existem 40 maneiras diferentes de prepará-las! As Imam Bayildi, berinjelas recheadas com tomate frito, cebola e alho, são um exemplo. Em relação às bebidas é fácil encontrar água mineral e chá em todo lugar. A Turquia produz boas cervejas ( Efes é a melhor delas)e vinhos, mais a bebida mais tradicional é Arak, feito com anis que misturada com água fica branca com aparência de leite.

Compras na Capadócia

A Capadócia é uma região de pequenos vilarejos, mas é ótimo para comprar pashiminas lindas e o melhor lugar para comprar tapetes. A loja Galerie Ikman , localizada no centro de Göreme, não é apenas uma loja, é um paraíso repleto de tapetes pendurados de cima à baixo, kilims, sumakis, tapetes nômades artesanais, novos e antigos. Ao entrar você irá deparar-se a uma sala à céu aberto. Salas e mais salas, com um estoque de 40 mil peças. Atendimento simpático em inglês e português. Não se esqueça de pechinchar, (isto é lei na Turquia), embalam em malas de nylon (é a melhor dica, se não tiver com muita bagagem, pode levar e despachar para o Brasil, com suas malas. Em relação ao Göreme Onyx , imagine uma fábrica de jóias, imagine mil salas, imagine coleções para todo os gostos, imagine as turquesas típicas da região em pulseiras, colares, anéis e uma enorme variedade de peças em ouro, prata, safiras,. turquesas, olho turco, brilhantes, ônix, esmeraldas, etc., com design exclusivo, e também aquelas pulseiras fininhas e réplicas das jóias do Harém. Ainda bem que tem atendimento em português. A loja é grande, quando você acha que já viu tudo, tem mais.