Belém

O cenário é marcado por igarapés, pelo sorriso dos habitantes e uma hospitalidade sem igual. Assim é Belém, a capital do Pará. A riqueza da cidade diferencia-se pelas cores e sabores, provando a importância da miscigenação cultural na região. Às margens da Baía do Guajará, uma estrutura de ferro chama a atenção: é o Mercado de Ver-o-Peso, construído em metal no século XIX. Nesta viagem pelo melhor da região Norte é indispensável citar que a cidade é conhecida como o Portal da Amazônia.

Atrações

Belém tem um estilo próprio e oferece ao turista opções variadas de atrações, tanto naturais como culturais e históricos. Não há quem não se encante pela fauna e flora, pelos palácios e praças, pelas igrejas, comércio, bosques… A capital paraense é assim, irresistível!
Nada melhor do que começar o passeio por Belém no marco da fundação da cidade, o Forte do Castelo, antes conhecido como Forte do Presépio. Seguindo pelo caminho das descobertas, outro local de muita importância para a cidade é o Mercado Ver-o-Peso, criado pelos portugueses em meados de 1688 e que hoje desperta a curiosidade de todos os turistas. Em pouco tempo passeando, o visitante percebe a riqueza histórica e cultural do lugar e os cuidados com os pontos turísticos da cidade, como é o caso do Teatro da Paz, considerado o mais importante do Estado do Pará, o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, ícone da arte moderna de Belém, entre outros.

Ar puro e muita cultura
pacote de turismo pará

Um dos pontos que chama a atenção do turista é a facilidade que a cidade tem em unir diferentes atrativos em um mesmo lugar. Um exemplo claro dessa mistura é o Parque da Residência, antes moradia dos governadores e hoje um complexo cultural e de lazer, com lojas, lanchonete, teatro e barracas típicas. Outros dois locais muito procurados pelos visitantes por reunir história e infra-estrutura são o Complexo Estação das Docas e o Polo Joalheiro. Agora, se o turista busca por tranquilidade total, a dica é conhecer o Bosque Rodrigues Alves e o Mangal das Garças.

O passado mais que presente nos museus e igrejas de Belém
pacote de viagens pará

Para conhecer um pouco da história da cidade, nada melhor do que um passeio pela Cidade Velha, cheia de casarios e palacetes antigos. Lá, uma visita imperdível: a igreja de Santo Alexandre e o museu de Arte Sacra, que fazem parte do projeto Feliz Lusitânia. Há alguns prédios que antigamente tiveram papel fundamental na história e hoje, funcionam como relato vivo de tudo o que aconteceu na cidade, como é o caso do Museu Histórico Arqueológico, dos palácios Lauro Sodré, Antonio Lemos e Palacete Bologna, que relembra a ‘belle époque’ de Belém. Para quem gosta de apreciar exposições e pesquisas, o Museu Emílio Goeldi e o Museu de Arte de Belém são boas sugestões.

O visitante, com certeza, terá vontade em conhecer a Basílica Nossa Senhora de Nazaré, construída, em 1852, exatamente onde foi encontrada a imagem de mesmo nome. É um símbolo de Belém, assim como a Igreja da Sé, contruída, em estilo barroco, em 1748. Uma dica: se estiver em Belém na ultima sexta-feira do mês, não deixe de receber as bênçãos e participar da seresta da terceira (e de todas) as idades, realizada na Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Logo ali também tem ilhas e muita coisa interessante!

Pacote de turismo Belém do Pará

Belém, além de uma cidade repleta de atrativos, possui em seu arredor lugares encantadores. Para as pessoas que gostam de sossego e das belas paisagens encontrados em ilhas, a região ao redor de Belém possui duas: a ilha de Caratateua e a ilha do Mosqueiro, cada uma com características bem diferentes e que vale a pena conhecer. Além desses dois paraísos, há também o município de Ananindeua e Barcarena.

Sombra e água fresca na Ilha de Marajó
pacote de viagens Belém

O visitante da Ilha de Marajó terá à disposição belíssimas praias, recheada de muita tranquilidade e o melhor de tudo, com paisagens intocadas. Soure e Savaterra são dois municípios que trazem lindas praias. Na parte sul, em Salvaterra, encontramos a praia do Joanes e Monsarás, muito procurada pelo fato de abrigar, em seus 2 km de comprimento, ruínas do século XVIII. Já no lado norte, em Soure, as praias que têm destaque são: Araruna, com mangues, e a Praia do Pesqueiro, com areia amarela, dunas e uma sequência de coqueiros que traz a sombra desejada por muitos. Além dessas, há outra praia muito requisitada: Praia Grande. Com 1,5 km de extensão, a praia atrai muitos turistas pelo fato de ter um farol. Para dar jus a fama de boas praias, a Ilha ainda destaca a Praia de Garrote, Céu e Cajuuna e Barra Velha.

A cada visita uma surpresa!
pacote de viagem belém do pará

Além de praias, a Ilha do Marajó reúne outros diversos atrativos, devido a mudança de sua paisagem regional. A ilha do Marajó possui natureza bastante peculiar e sua paisagem muda de acordo com cada estação do ano, proporcionando vistas e impressões diferentes a cada visita. Com uma vasta região verde, a Ilha do Marajó, principalmente no mês de janeiro, abriga grandes Campos, com vários animais e pássaros. Outra área verde muito valorizada na região é a das Florestas, que estão super preservadas. Uma vez na Ilha do Marajó, o visitante não pode deixar de conhecer as famosas “Fazendas”, permitindo ao turista vivenciar as atividades realizadas pelos nativos da região. As principais Fazendas são: São Jerônimo e Bom Jesus.

Festa do Círio de Nazaré
Pacote de viagens belém

A fé ganha proporções gigantescas no Círio de Nazaré, que acontece sempre no segundo domingo de outubro e é uma das maiores manifestações religiosas do país, considerada o “Natal do paraense”. Todos os anos, desde 1793, pessoas de diversos países participam da maior manifestação religiosa do Brasil. A comemoração do Círio de Nazaré é tão importante quanto o Natal ou a virada do ano. A festa conta o milagre ocorrido, em 1700, com o caboclo Plácido José de Souza na floresta próxima a Belém. Ali, ele encontrou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos pescadores portugueses, e a levou para casa, onde se transformou em santuário.

Fonte:Prefeitura de Belém

Gastronomia

Gastronomia Paraense - Foto: J.Ramid

A culinária paraense foi, de todas as regiões, a mais influenciada pela sabedoria indígena, dando a seus pratos um toque muito especial. O caldo amarelo de gosto azedo, descoberto por tribos amazônicas, é utilizado em vários pratos. Extraído da raiz da mandioca, o suco precisa ser fervido para evaporar de sua fórmula possíveis substâncias tóxicas. Depois disso, o tucupi já pode acompanhar as carnes e peixes. Na famosa receita do pato no tucupi, mistura-se ao caldo algumas folhas de jambu, uma verdura nativa que causa leve dormência na língua. Os pratos típicos da região Norte podem ser saboreados nos inúmeros restaurantes da cidade. Muitos estabelecimentos oferecem os mais variados cardápios, que incluem até pratos da cozinha internacional. Belém tem açaí batido na hora e uma rede gostosa para se embalar depois do almoço. Tem sorvetes deliciosos e mousses. Aproveite para conhecer o Bar do Parque e o Teatro do Paz.

Fonte: Prefeitura de Belém

Compras em Belém

O fato de Belém ter um grande número de índios entre os seus habitantes, faz dela um dos locais com grandes riquezas artesanais. Os trabalhos mais encontrados em Belém são as réplicas de vasos, jarros e outros utilitários da cerâmica marajoara e tapajônica, herança dos primeiros habitantes da Amazônia. Em Belém, é possível encontrar exemplares para compra nas lojas da avenida Presidente Vargas. Há ainda colares, cocares, arcos e flechas, e cestas indígenas. Há também a Cooperativa dos Artesões, na Praça da Matriz, onde o turista encontra os produtos direto da fonte, em diferentes estilos.

Uma Ilha com opções de compras

Um dos produtos mais famosos da Ilha de Marajó, sem duvida, é o seu artesanato, mas especificamente, a cerâmica marajoara. Diz a lenda que as cerâmicas da região foram encontradas em escavações arqueológicas, sendo assim as únicas relíquias deste povo, que dominou a região até o século XIV. Além dos jarros, vasos e outros produtos de cerâmica, há também trabalhos manuais feitos com o couro dos búfalos que desperta a curiosidade das pessoas.

Fonte: Prefeitura de Belém