Paris

Não há como negar o encanto de Paris. A cidade que tem as mais belas paisagens da Europa – Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Louvre, Notre-Dame – ainda guarda parques temáticos, cafés, igrejas belíssimas e muitos cenários românticos à margem do rio Sena. Sem contar a maravilhosa cozinha francesa, o agito dos bares e cafés, os espetáculos musicais, os centros de compras, as grifes famosas. Paris vai surpreender você!

De aldeia à revolucionária e elegante. Assim é Paris!

No início, Paris era uma pequena aldeia de pescadores localizada na Île de la Cite e habitada pela tribo parisii. Já no século XVIII a sociedade francesa era hierarquizada. No topo da pirâmide social, estava o clero que também tinha o privilégio de não pagar impostos. Abaixo do clero, estava a nobreza formada pelo rei, sua família, condes, duques, marqueses e outros nobres que viviam de banquetes e muito luxo na corte. A vida dos trabalhadores e camponeses era de extrema miséria, portanto, desejavam melhorias na qualidade de vida e de trabalho. A burguesia desejava mais participação na política e mais liberdade econômica em seu trabalho.

A situação social era tão grave e o nível de insatisfação popular tão grande que o povo foi às ruas com o objetivo de tomar o poder e arrancar do governo a monarquia comandada pelo rei Luis XVI. O primeiro alvo dos revolucionários foi a Bastilha. A Queda da Bastilha em 14 de julho de 1789 marca o início do processo revolucionário. O lema dos revolucionários era “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, pois resumia muito bem os desejos do terceiro estado francês.

A transformação parisiense aconteceu depois da Revolução Francesa, em 1848, quando as favelas medievais deram lugar a avenidas elegantes e bulevares. A cidade continuou a crescer, com uma pequena estagnação durante a Segunda Guerra Mundial, mas com seu fim, voltou a se expandir e hoje, é uma das mais importantes da Europa.

Atrações

A bela Paris

Escolha a sua melhor visão de Paris. A capital francesa, uma das cidades mais bonitas da Europa, surpreende até o turista mais viajado ao revelar uma infinidade de belezas, tanto nas paisagens famosas, como a do Rio Sena, até as mais simples, escondidas pelas ruas e no cotidiano dos franceses.

E se esta é uma cidade para ser admirada, comece seu passeio pelo cartão-postal de Paris: a Torre Eiffel. Do alto de seus 320 metros é possível observar os jardins do Champs de Mars (Campo de Marte), o Arco Triunfo e ainda ter uma bela visão do Rio Sena. Nos dias de sol, não perca a oportunidade de fazer um piquenique às margens do rio ou andar de bicicleta pelas ciclovias de Paris.

Outra bela visão da cidade está nos parques, um dos mais conhecidos é Jardins des Tuileries. Considerado o primeiro jardim público de Paris projetado no século XVII, conta com lago, campos floridos, obras de arte e uma enorme roda gigante. Vale a pena conferir!

Já na avenida Champs-Elysées, ou Campos Elísios, aproveite o tempo para passear e visitar o Arco do Trinfo e o obelisco da Praça da Corcórdia. Bonita e arborizada, a avenida tem restaurantes, lojas de luxo, hotéis cinco estrelas, além de ser ponto de encontro para turistas do mundo todo. Se você gosta mesmo é de curtir Paris de cima, dê um pulinho até a Igreja de Sacré-Couer, que fica em um ponto alto do bairro Montmartre – é o ponto mais alto da capital francesa. Além de ter belíssima arquitetura, da escadaria da igreja se descortina uma visão incrível de Paris.

Vibração Cultural

Museu do Louvre - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafo: David Lefranc - Arquiteto : Ieoh Ming Peï

Paris é uma cidade que respira arte e cultura. Suas ruas são recheadas de história, monumentos, palácios, igrejas e museus. Só o Louvre, com seu magnífico acervo de obras de arte já vale a viagem! Há ainda o Museu Picasso, que mostra todos as fases do pintor espanhol; O Museu D’Orsay, que exibe obras impressionistas de Monet, Van Gogh, Renoir e o Centro Georges Pompidou, com acervo de arte moderna e contemporânea, exposições temporárias, espaço para apresentações musicais e muito mais.

É nos cafés e galerias que se pode sentir o valor que o parisiense dá ao conhecimento, principalmente no Quartier Latin, situado à beira do rio Sena, onde estão as escolas mais tradicionais da França, como a Sourbonne. Seus cafés e livrarias atraem estudantes e intelectuais, mas também circulam por ali artistas e boêmios em bares e clubes de jazz.

Fonte:Site Maison de la France, Paris Convention and Visitors Bureau e Guia Visual Paris da Folha de São Paulo.

Saiba mais sobre:

Torre Eiffel - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

Subir a Torre Eiffel é inevitável para quem vai a Paris. A torre tem três andares, no primeiro o turista encontra uma loja de souvenirs, no segundo há um restaurante que, por causa da bela visão, é um dos mais difíceis de conseguir reserva em Paris. Já no terceiro andar, é possível observar a cidade a 324 metros de altura. ENDEREÇO: Champ de Mars (Campo de Marte)

Arco do Triunfo
Arco do Trinfo - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa : Angélique Clément

Com 50 metros de altura, o Arco é sempre é um dos pontos por onde passa os desfiles e celebrações patriotas na cidade. Em sua base, está La Tombe du Soldat Inconnu (Túmulo do Soldado Desconhecido), que, idealizado por Napoleão, representa todos os soldados que morreram em batalhas. Além desta, há outras obras representativas como o Triunfo de Napoleão, Funerais do General Marceau e a Partida dos Voluntários em 1792. O monumento foi finalizado em 1836. ENDEREÇO: Place Charles de Gaulle

Centro Cultural Georges Pompidou
Pompidou - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont - Arquiteto : Renzo Piano et Richard Rogers

Esta é uma das atrações mais visitadas de Paris. O Pompidou também é conhecido como Beaubourg e sua estrutura é “virada do avesso”. Escadas, elevadores e tubulações ficam todos do lado de fora, totalmente à mostra. O centro possui biblioteca, multimidioteca, salas de exposição, cinema e espaço para shows, além de um acervo com obras de arte moderna e contemporânea. ENDEREÇO: Place Georges Pompidou

La Villette
Parc de La Villette - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

O parque futurístico é uma das maiores atrações de Paris. Este é um espaço para todas as gerações, de crianças a idosos, e que mostra inovações e evoluções da ciência. Aqui, pode-se tocar em quase tudo e o local é muito usado para visitas escolares, de intuito educativo. Ali, estão o Parque Infantil, o Museé de la Musique, ou Museu da Música – com aproximadamente 4,5 mil instrumentos musicais -, L’Árgonautte, um submarino dos anos 50 e a Cité des Science (Cidade da Ciência), entre outras atrações.

Catedral de Notre-Dame
Notre-Dame - Foto:© Paris Tourist Office - Fotógrafo : David Lefranc

A catedral é o melhor exemplo do movimento gótico, com torres de 69 metros, uma janela que mostra uma imagem de Cristo no centro e outra com a Virgem Maria, sem contar uma torre agulha de 90 metros. Sua construção foi concluída em 1330 – 170 anos depois do papa Alexandre III ter iniciado a obra, colocando a primeira pedra. ENDEREÇO: Place du Parvis Notre-Dame, 6.

Museu do Louvre
Entrada principal do Museu do Louvre

O Louvre foi construído em 1190 e, na época, era utilizado como fortaleza dos ataques vikings. Ao longo dos anos, o museu passou por várias reformas, inclusive a pirâmide de vidro. No local é possível visitar obras como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, Vênus de Milo, as de Rafael e Rembrandt, além de esculturas europeias, móveis, tapeçarias, porcelanas e joias da Coroa Francesa. ENDEREÇO: Rue du Louvre, 34.

Sacré-Couer 
Sacré-Coeur

A basílica foi projetada após a guerra entre a França e a Prússia, quando dois católicos fizeram o voto de construir uma igreja caso seu país escapasse do massacre. As obras se iniciaram em 1875 e só terminaram em 1914. Apesar disso, sua inauguração aconteceu somente em 1919 após a Primeira Guerra Mundial, por causa da invasão dos alemães. ENDEREÇO: Parvis du Sacré Coeur.

Champs-Elysées
Champs-Elysées - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

Na avenida mais chique de Paris, uma larga calçada de granito abriga hotéis cinco estrelas e lojas de grifes. Vale uma volta, nem que seja para namorar as vitrines, que durante o Natal são um verdadeiro espetáculo. Pela avenida também se chega ao Arco do Trinfo e à Praça da Concórdia.

Noite à francesa
Opéra Garnier - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafo: David Lefranc

Os franceses sem dúvida sabem aproveitar a vida e à noite lotam os teatros, restaurantes, bares e casas noturnas de Paris. Um dos locais mais marcantes é o teatro Opéra Nacional de Paris Garnier (Place de l’Opéra, s/n). O fantástico prédio, erguido em 1875, serviu de inspiração para o espetáculo “O Fantasma da Ópera”. Para quem quer descontração, as casas noturnas e clubes de jazz como o New Morning (Rue des Petites Ecuries, 7) animam a noite. Os bares também são um bom programa e um dos mais famosos é o Favela Chic (Rue du Faubourg du Temple, 18). Inspirado em temas brasileiros, o forte por ali é o samba que atrai inúmeros adoradores e curiosos.

Museu D´Orsay
Museu D Orsay - Foto:© Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

Exibe obras impressionistas de renomados artistas, como Monet, Van Gogh e Renoir. ENDEREÇO: Rue de Lile, 62

Sena
Passeio de barco pelo rio Sena - Foto: Paris Tourist Office - Fotógrafo: David Lefranc

A bordo de embarcações (conhecidas como Bateaux-Parisiens) pelo Rio Sena, é possível ter uma visão diferente dos pontos famosos da cidade, como a Torre Eiffel, a Catedral de Notre-Dame e o Museu d’Orsay. Este é o mais conhecido rio da capital francesa, cortando boa parte da cidade. Nos dias de calor, é comum as pessoas se bronzearem em sua margem.

Hôtel des Invalides
Hôtel des Invalides - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafo : Barthelemy Ruggeri

Erguida em 1670 para servir de abrigo para soldados feridos nas guerras, esta bela construção clássica hoje guarda o Museu do Exército, o Museu “Plans – Relief”, duas igrejas, o túmulo de Napoleão I, entre outros. ENDEREÇO: Esplanade des Invalides – Saint-Germais-des-Prés.

Trocadéro
Jardin du Trocadéro - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafo: Stéphane Querbes

O Jardin du Trocadéro é um do mais bonitos de Paris, dispõe de aquário de água doce e um lago ornamental, com fontes, borda de pedra e estátuas de bronze. ENDEREÇO: Entre o Palais de Chaillot e Avenida New York.

Cafés de Paris
Fachada do Café Les Deux Magots - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafo: David Lefranc

Os cafés já fazem parte da história da cidade. É lá que há décadas os parisienses se encontram para comer, estudar ou simplesmente descansar. Acredita-se que o primeiro café do mundo foi o Le Procope, frequentado por Voltaire e Napoleão Bonaparte, fundado em Paris em 1686.

Paris Romântica
Cidade do Romance - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

A cidade francesa é um dos destinos mais desejados por casais em lua-de-mel. E não é por acaso, Paris tem muitos cenários românticos, como parques, jardins, palácios, cafés, além do Rio Sena.

Gastronomia

Cozinha Francesa - Foto: © Paris Tourist Office - Fotógrafa: Amélie Dupont

Na França, a refeição é um ritual que começa na escolha dos ingredientes, na preparação das receitas e vai até a decoração do ambiente. É dado muito valor à qualidade dos alimentos, à mistura dos sabores e ao aroma do prato. Não é à toa que os franceses costumam comemorar os momentos especiais com jantares. Em Paris, encontram-se restaurantes apreciados no mundo todo, que oferecem diversos tipos de pratos com carne, queijos, especialidades mediterrâneas, sempre acompanhadas do bom vinho – hábito que os franceses não abrem mão.

Também é possível comer bem em bistrôs e pequenos restaurantes fora do centro. Não deixe de visitar um dos tradicionais cafés de Paris, que são uma verdadeira extensão da casa dos franceses, lugar para encontrar amigos, ler e pensar. Uma dica para quem não quer gastar muito: por toda cidade, são vendidos deliciosos sanduíches em baguetes, queijos e vinhos, ideais para piqueniques ou para um lanche rápido.

Na hora da sobremesa, não deixe de provar o macarron, um doce feito a base de suspiro e amêndoas, com recheios variados. É delicioso! Como em Paris a oferta de restaurantes é grande, se ficar na dúvida, informe-se com a população sobre os melhores estabelecimentos da redondeza e tente fugir dos restaurantes “pega turista”, geralmente com cardápio em inglês e preço salgado.

Capital do bom gosto, paraíso das compras

Galleries Lafayette

A moda de Paris é referência no mundo inteiro. Por isso, prepare-se! Muito mais lojas do que você pode imaginar irão lhe tentar com ofertas de roupas, sapatos e acessórios. As grifes famosas são as mais irresistíveis: lojas da Chanel, Nina Ricci, Christian Dior, Cartier e Hermés já viraram verdadeiros pontos turísticos na cidade. Como comprar em Paris não é exatamente uma pechincha, é preciso bater perna para encontrar endereços com bons preços. As feiras livres também são uma ótima oportunidade de conhecer os hábitos dos franceses e comprar guloseimas. Os mercados são interessantes para quem quer levar para casa vinhos, livros e antiguidades.